Veja preços de medicamentos e compre online! Pagina Inicial Quem somos Notícias e novidades Doenças e tratamentos Entenda sobre Fale conosco
Auto completar
Pesquisar por:
Nome
Princípio Ativo
Indicação Terapêutica
    Ordenar resultado por:
Nome [A..Z]
Menor preço
Cód. de barras: 7896165600017
DDAVP 0,1MG/ML SOL NAS FR 2,5ML+2 APLIC FERRING
Preço máximo: R$203,98
Genérico: Não
Registro MS: 1287600150031
Laboratório: FERRING

DESMOPRESSINA, ACETATO
DIABETES INSIPIDUS

+ Detalhes
DDAVP*

Acetato de desmopressina


Composição - Spray nasal: Acetato de desmopressina 0,1 mg; Cloreto de benzalcônio 0,1 mg; água purificada q.s.p. 1,0 ml. Comprimidos: Acetato de desmopressina 0,1 mg e 0,2 mg. Excipiente q.s.p. 1 comp. O excipiente contém amido de batata, estearato de magnésio, lactose, povidone. Injetável: Acetato de desmopressina 4 mcg; Cloreto de sódio q.s.; ácido clorídrico (para ajuste de pH); água para injetável q.s.p. 1,0 ml.

Indicações - Spray nasal/solução intranasal: Diabetes insipidus central, teste de capacidade da concentração renal. Enurese noturna primária. Comprimidos: Diabetes insipidus central e enurese noturna primária em crianças com cinco anos ou mais. Injetável: Diabetes insipidus central. Teste de capacidade da concentração urinária. Hemofilia A e doença de von Willebrand. Encurtamento ou normalização do tempo de sangramento antes de uma terapêutica invasiva ou operação diagnóstica.

Contra-indicações - Gerais: DDAVP não pode ser usado nos casos de: polidpsia habitual e psicogênica; insuficiência cardíaca e outras condições que requerem tratamento com agentes diuréticos; hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula. DDAVP Injetável quando usado como hemostático é contra-indicado nos casos de: angina pectoris instável; insuficiência cardíaca descompensada; doença de von Willebrand tipo II.

Precauções - Precauções para prevenir o excesso de fluido devem ser tomadas nos casos de: pacientes muito jovens e idosos; condições caracterizadas por desequilíbrio eletrolítico ou fluídico; pacientes com risco de aumento da pressão intracraniana. Mudanças na mucosa nasal, como edema, ou outras doenças podem causar erro, absorção insuficiente e, nestes casos, DDAVP por via intranasal não deverá ser usado. Quando DDAVP Injetável for usado como hemostático, medidas para evitar o excesso de líquido devem ser tomadas, em condições que requerem tratamento com agentes antidiuréticos. Precauções adicionais para uso em teste de capacidade de concentração renal: O teste realizado em crianças abaixo de 1 ano de idade deve ser realizado somente sob supervisão cuidadosa em hospital.

Gravidez - Estudos de reprodução realizados em ratos e coelhos com doses maiores que 100 vezes a dose humana não revelaram evidências de ação danosa da desmopressina ao feto.

Lactação - Resultados de análise do leite de mães que estão amamentando, recebendo altas doses de desmopressina (300 microgramas intranasal), indicam que as quantidades de desmopressina que podem ser transferidas para a criança são consideravelmente menores que as necessárias para influenciar a diurese.

Reações adversas - Uma pequena porcentagem de pacientes tratados pode apresentar dor de cabeça, fadiga, náusea e dor estomacal. Tratamento sem a restrição concomitante da ingestão de líquido pode levar à retenção de água com acompanhamento de sinais e sintomas (redução do sódio sérico, ganho de peso e, em casos mais sérios, convulsões). Injetável: Comuns (> 1/100): Geral: Dor de cabeça. Com altas doses: Fadiga. Circulatório (com altas doses): Queda passageira na pressão sangüínea com taquicardia reflexa e rubor no momento da administração. Raros (< 1/1.000): Geral (com altas doses): Tontura. Spray nasal/solução intranasal: Comuns (> 1/100): Geral: Dor de cabeça. Gastrintestinais: Dor estomacal, náusea. Trato respiratório superior: Congestão nasal/rinite, epistaxe. Menos comuns (1/100-1/1.000): Pele: Reações alérgicas ao conservante. Comprimidos: Dor de cabeça, náusea, dor de estômago ou epistaxe.

Interações medicamentosas - Indometacina pode aumentar a magnitude, mas não a duração da resposta à desmopressina.

Posologia - Spray nasal/solução intranasal: Diabetes insipidus central: A dose é individualizada, mas a experiência clínica tem mostrado que a dose média diária em adultos é 20 a 40 mcg. Pode ser administrada como uma dose única ou dividida em duas ou três doses. Aproximadamente um terço dos pacientes podem ser tratados com uma única dose diária. Teste de capacidade de concentração renal: A dose normal para adulto é 40 mcg. Para crianças acima de 12 meses, a dose é 10 a 20 mcg. Para crianças abaixo de 12 meses, a dose é 10 mcg. Após a administração de DDAVP, qualquer possível urina dentro de uma hora é descartada. Durante as próximas 8 horas, duas porções de urina são coletadas para a medida da osmolalidade. Uma ingestão restrita de água deve ser observada. O nível de referência para a osmolalidade normal da urina após a administração de DDAVP é de 800 mOsm/kg para a maioria dos pacientes. Com valores abaixo desse nível, o teste deve ser repetido. Um novo resultado baixo indica uma capacidade prejudicada em concentrar a urina e o paciente deve ser encaminhado para outros exames, a fim de se descobrir a causa
(*) Preços de medicamentos referenciais. Parceria com Drogaria com mais de 50 anos de tradição. Remédios baratos, entrega segura e rápida para todo Brasil. Os dados ou informações aqui não devem EM NENHUMA HIPÓTESE ser utilizados para automedicação. Somente o médico está apto a diagnosticar qualquer problema de saúde e prescrever o tratamento adequado.

 Você compra medicamentos pela Internet?
Com frequência
De vez em quando
Raramente compro
Nunca comprei
Desenvolvimento: qualitÉ! Tecnologia
Bulas, Princípio ativo, Indicações Terapêuticas, Fotos, Notícias, Doenças e Tratamentos, Espaço Acadêmico.
Pesquise Medicamentos - ® 2009. Todos os direitos reservados.   Administração  Webmail
PÁGINA PRINCIPAL | QUEM SOMOS | NOTÍCIAS | DOENÇAS E TRATAMENTOS | ENTENDA SOBRE | CONTATO
contato@pesquisemedicamentos.com.br